20.8.16

7 RAZÕES PELAS QUAIS VOCÊ NÃO PERDE GORDURA DA BARRIGA



1 Você está envelhecendo: tanto os homens como as mulheres experimentam declínio na taxa metabólica com o passar dos anos. No caso delas, a situação piora com a chegada da menopausa, que também atrapalha o processo de emagrecimento. Com a ajuda de especialistas, adoção de cardápio mais saudável e exercícios o quadro pode ser revertido a seu favor.

2 Você está fazendo o treino errado: sozinhos, exercícios de cárdio não farão sua barriguinha desaparecer. Neste caso, uma combinação de pesos e treinamento cardiovascular é essencial. Seu personal trainer ou instrutor da academia pode te ajudar a montar uma série de exercícios de acordo com seus objetivos.

3 Você está comendo muitos alimentos processados: pão branco, biscoitos, açúcares refinados em bebidas açucaradas além de fazerem mal à saúde, são os principais responsáveis pelo acúmulo de gordura na barriga.

4 Você está ingerindo as gorduras erradas: a ingestão de gordura saturada, encontrada em carne vermelha e laticínios contribuem para o aumento da gordura visceral. Aposte nas gorduras boas presentes no azeite de oliva e abacate, por exemplo.

5 Você anda estressado demais: o estresse não contribui apenas para o ganho de peso por fazer você comer de forma errada. O cortisol, o hormônio do estresse, ainda pode aumentar a quantidade de gordura do seu corpo, especialmente na região abdominal.

6 Você dorme pouco ou mal: ter uma noite de sono eficiente, de 7 a 8 horas, é essencial para a saúde e para o emagrecimento. Não ignore este momento tão precioso de descanso.

7 Você é vítima da genética: existe uma predisposição genética que também atrapalha algumas pessoas que tentam perder a gordura da barriga. Se seu corpo é o do tipo de formato maçã, você certamente precisará de empenho extra para eliminar esses quilinhos localizados.

13.8.16

MUITA ATENÇÃO ÀS FRUTAS GORDUROSAS E AÇUCARADAS

dfyer
Naturalmente associamos o consumo de frutas a uma melhor saúde e qualidade de vida. Isso, claro, já é comprovado cientificamente e é uma afirmação quase unânime entre os profissionais de nutrição. Mas é importante tomar alguns cuidados, pois existem algumas variedades que concentram grandes índices de gordura ou açúcar, fazendo com que sua utilização mais intensa prejudique a saúde. Para que você fique por dentro e modere o consumo dessas frutas, listamos cinco delas que precisamos ter alguma atenção em sua utilização. Mas, antes, vale lembrar que é uma questão de moderação e não de tirar completamente as opções da alimentação, ok? Então papel e caneta em mãos e anote!
coco seco2
Coco – É uma das frutas que mais contêm gorduras, fazendo com que figure na lista das mais calóricas. Para se ter uma ideia, em 100 gramas de coco maduro existem 266 calorias e quanto mais madura a fruta, mais gordurosa ela fica.
abacate (1)
Abacate – Ele melhora a pele, previne doenças congênitas e protege as células do corpo. Também é rico em antioxidantes, vitaminas A, E e C, além de ácido fólico. Apresar dessas características, o alimento é extremamente gorduroso. Cada 100 gramas concentra 108 calorias.

acai
Açaí – É uma fruta muita saudável e têm diversas propriedades de saúde. Possui gorduras boas, mas a cada 100 gramas da fruta são encontradas 247 calorias.
sonhar-com-uva
Uva – Possui propriedades anticancerígenas e anti-inflamatórias, mas concentra muito açúcar. Estudos indicam que para cada 100 gramas contêm 72 calorias de açúcar.
download
Banana – Tão comum em nosso país, é uma fruta repleta de benefícios à saúde. Mas tem que ter um pouco de cautela, pois 100 gramas do alimento contém 95 calorias. Se consumi-la verde, consumirá menos açúcar, além de garantir uma maior saciedade, o que ajuda a alimentação.

6.8.16

SAL ROSA DO HIMALAIA- MAIS QUE UM ALIMENTO


Este sal é derivado de antigos depósitos de sal do mar, e é indicado como a ser a forma mais pura de sal disponível – livre de poluentes e toxinas. Os cristais minerais variam na cor de puro branco, vários tons de rosa, vermelhos profundos, para o resultado de alto conteúdo mineral e ferro. Rosa do Himalaia tem um conteúdo rico que inclui mais de 84 minerais e elementos importantes para as funções corporais, tais como:

Cloreto de sódio – (98,35%), reduz a inflamação, desintoxica e neutraliza os fluidos corporais, melhora o funcionamento do cérebro, a função neurológica e o crescimento de células para a função neurológica.

Magnésio – (0,07%) é um relaxante muscular e aliviar o estresse natural, atrai impurezas através da pele e limpa e fortalece a função hepática. O segundo mineral mais abundante em células humanas e o quarto mais importante de íons carregados positivamente no corpo. Um elemento que a maioria de nós somos deficientes, devido à agricultura e mudanças em nosso estilo de vida. O magnésio é pouco absorvido através do estômago, mas absorve facilmente através da pele!

Sulfato – (0,05%) Sulfato desempenha um papel importante na formação de tecido cerebral, as proteínas e os conjuntos de proteínas que revestem as paredes do trato digestivo. Eles estimulam o pâncreas a produzir enzimas digestivas e é usado para ajudar a desintoxicar o corpo de medicamentos e contaminantes ambientais.

Ferro – (0,006%) Responsável por fornecer  oxigênio, assim, a energia, a todas as células do corpo, e remove o dióxido de carbono a partir deles. O ferro é importante para muitas das funções do sistema imune. Umidade – 0,026%   Insolúvel – 0,77%.

Benefícios: Além dos listados acima, sal rosa do Himalaia pode ajudar a superar infecções de pele e erupções cutâneas, manchas, úlceras de pele, até mesmo herpes, gripe e os sintomas de febre.

Durante um banho: imersão por meia hora em uma solução de 1% – 8% de sal tem efeitos equivalentes a um jejum de três dias a limpeza. As toxinas são liberadas na água, enquanto os minerais são absorvidos através da pele. Quanto maior a concentração mais fortes os efeitos desintoxicantes na pele. Faça o detox quando você sentir que seu corpo precisa e basta adicionar 2 xícaras de sal do Himalaia para encontrar alívio de dores musculares e doenças como artrite / dor nas articulações e, claro, para acalmar durante os eventos estressantes.

Sua pele não é uma barreira, é um portador!

O que você coloca nela, é levado por ela a todo seu corpo. É surpreendente os benefícios de saúde que podem ser obtidos a partir de um banho salgado simples.

14 Segredos do Sal Rosa do Himalaia

 1 – Controla os níveis de Glicose no Sangue 

Uma das referências mais vitais e cruciais da nossa saúde do corpo é o nosso nível de açúcar no sangue. Tendo muito baixo ou muito alto tem suas desvantagens correspondentes e, se o problema torna-se extremo, pode ser muito difícil para o corpo ter bom desempenho orgânico. Elevação crônica de açúcar no sangue pode resultar no desenvolvimento da tão temida Diabetes. No entanto, para pessoas que já são diabéticas, a ingestão de sal do Himalaia vai colocar o corpo em um estado ideal. Isto é devido ao fato de que sal do Himalaia contém (84) minerais, dos quais 4 são conhecidos fatores-chave na manutenção equilibrados os níveis de açúcar no sangue:

Cromo: A principal função do cromo é para transformar carboidratos em glicose. Ele também ajuda na regulação e produção de insulina. Sem cromo na insulina do corpo não seria capaz de funcionar corretamente.

Vanádio: sulfato de vanádio, um sal mineral do vanádio (oxissulfato de vanádio), demonstrou semelhante à insulina efeitos sobre o metabolismo da glicose em animais e ensaios clínicos humanos. Estudos clínicos verificaram uma diminuição significativa nas necessidades de insulina por parte dos doentes com diabetes mellitus, tanto insulino-dependente ou não-insulino-dependente diabetes.

Manganês: Mantém os níveis de glicose no sangue na faixa normal: ele é usado no tratamento de diabetes e hipoglicemia

Magnésio: ajuda na digestão dos açúcares, amidos e gorduras e também estabiliza os níveis de açúcar no sangue.

2 – Elimina psoríase e problemas de acne para sempre

Quando se trata de transtornos de envelhecimento, acne ou pele é um fato  experimentado e testado de que a ingestão de sal do Himalaia combinada com água purificada ou mineralizada (uma solução de salmoura) fornecerá nutrientes e elementos para a pele ajudando a prevenir condições comuns da pele. Também tem sido apontado como um tratamento para a pele seca, mordidas de insetos e bolhas. Em um esforço para reverter estes efeitos bastante desagradáveis​​, você pode ter comprado cremes caros e loções – gastar centenas de dólares em tratamentos que proporcionam apenas promessas vazias, e não de resultados. Sal do Himalaia é um dos os tratamentos mais eficazes e baratos para qualquer infecção de pele. Ele funciona sobre a pele, eliminando as toxinas. Além disso, numerosos minerais encontrados no sal dos Himalaias também desempenham um papel importante na manutenção de pele saudável. Alguns dos minerais encontrados no sal do Himalaia que promovem a saúde da pele são:

Cromo – Elimina acne e reduz infecções de pele.

Zinco – ajuda na cicatrização dos tecidos e ajuda a prevenir a formação de cicatrizes. Ele ajuda a prevenir a acne. O zinco também promove um sistema imunitário saudável e a cicatrização de feridas.

Iodo – ajuda na cura de infecções da pele, aumentando o consumo de oxigênio e a taxa metabólica da pele.

Enxofre – mantém a pele clara e suave. Couro cabeludo seco, erupções cutâneas, eczema e acne são muitas vezes devido a deficiências deste mineral.

3 – Transtornos Digestivos

Distúrbios digestivos e / ou indigestão geralmente ocorre depois de comer alimentos impróprios. Cristais de Sal do Himalaia servem como auxiliar da digestão fazendo com que o alimento passe livremente através do trato intestinal. Nós todos sabemos que apenas uma certa quantidade de alimento pode ser digerido pelo nosso intestino num determinado momento. É por isso que precisamos de sal do Himalaia em nossas vidas diárias para garantir a boa digestão dos alimentos. Sal do Himalaia na digestão: estimula as glândulas que são responsáveis ​​pela produção de sucos digestivos e desempenha um papel essencial em todas as etapas da digestão. As primeiras glândulas a começar o processo de digestão são encontrados na boca, são as glândulas salivares. A saliva produzida por estas glândulas contém uma enzima (amilase), que começa a digerir o amido a partir de alimentos em moléculas menores. O próximo conjunto de glândulas digestivas são encontrados no estômago. Sal do Himalaia estimula ácido clorídrico no estômago, bem como, uma enzima que digere proteínas, que auxilia na subdivisão da comida em troca de seus nutrientes. E também estimula as secreções do trato intestinal e do fígado, facilitando o processo de digestão. Ao contrário do sal de mesa, o sal de cristal do Himalaia não sobrecarrega nosso corpo. Tem sempre um efeito de balanceamento e não contribui para a pressão arterial elevada como o sal de mesa comum, tornando-se um complemento ideal para sua dieta diária.

4 – Prevenção de cãibras musculares

Temos todas as cãibras musculares experientes em um momento ou outro durante ou após atividades como correr, jogar um esporte ou simplesmente caminhando. Estudos de saúde mostram que cãibras musculares materializam quando um músculo é usado em demasia e / ou o corpo está faltando fluidos e minerais como potássio, sódio, cálcio, ou magnésio. Uma das formas de garantir níveis de fluidos e minerais adequados é tomando uma dose diária de sal do Himalaia. Sal do Himalaia possui mais de oitenta minerais e nutrientes que cobrem nosso corpo com energia e poder e ajuda a prevenir cãibras musculares.

Sal do Himalaia equilibra Eletrólitos: um desequilíbrio de eletrólitos pode ser uma das causas de cãibras musculares. Os eletrólitos são o material que ajudam a conduzir os impulsos elétricos responsáveis ​​pela contração muscular e nervosa que são impulsos para outras células. Sem eletrólitos, as células do seu corpo não conseguiriam se comunicar de forma eficiente. Sal do Himalaia ajuda a equilibrar os eletrólitos no nosso corpo, fornecendo-nos potássio e sódio.

Sal do Himalaia ajuda com Deficiência Mineral: além de equilibrar os eletrólitos em seu corpo, o sal do Himalaia fornece dois importantes minerais que também são essenciais para a prevenção de cãibras musculares – cálcio e magnésio. Quantidades suficientes destes e de outros minerais em sua dieta podem ajudar a evitar cãibras musculares.

5 – Promover a saúde vascular

O sistema cardiovascular é considerado o sistema mais importante em nosso corpo. É por isso que quando o sistema falha perdemos a nossa vida. Existem maneiras de melhorar a nossa saúde cardiovascular. Três das considerações mais importantes incluem a dieta, a gordura corporal e os níveis de estresse (que pode levar à alta pressão arterial). Todos os três contribuem para levar a obstrução de veias, hipertensão ou um ataque cardíaco fatal. Para a maior parte, as nossas dietas diárias incluem o sal de mesa comum, que é muito tóxico para o corpo. Este tipo de sal quimicamente branqueado e despojado de todos os seus nutrientes através de um processo que utiliza calor tão alto quanto 1200 ° F. Este processo altera o cloreto de sódio e é tóxico para o corpo. Além disso, o potencial tóxico de produtos químicos de iodo e flúor aumentam a carga tóxica que seu corpo tem que se livrar. Quando ingere sal de mesa, o nosso corpo não pode eliminá-lo de uma forma natural e saudável. Com o tempo, isso pode levar a inflamação dos tecidos, celulite, retenção de água e pressão arterial elevada. Sal do Himalaia, ao contrário do sal de mesa, contém todos os traços de minerais preciosos que fazem o sal bom para nós. Ele nos fornece uma alta fonte de cálcio e de magnésio, ambos os quais têm demonstrado serem benéficos na prevenção da pressão sanguínea elevada. Isto promove um sistema cardiovascular saudável e forte e uma boa saúde. Sal do Himalaia sempre promove um equilíbrio saudável dentro de seu corpo e não contribui para a pressão arterial elevada, como o sal de mesa comum.

6 – Higiene Dental

Higiene Dental é uma das preocupações mais importantes na limpeza e saneamento do corpo de uma pessoa. Tártaro, cáries e mau hálito podem ser desafios à odontologia moderna. No entanto, há é uma alternativa para a higiene dental “tradicional”, que é de custo eficaz e fácil de utilizar. Além de escovar os dentes com creme dental, você também pode limpá-los com uma solução de salmoura. Solução salina também é conhecido como “Sole” e é uma composição de água destilada e purificada sal cristal do Himalaia. Durante os tempos antigos, as pessoas da Himalaia usavam puro cristal de sal do Himalaia, como forma de limpeza e fortalecer os dentes e prevenir gengivite. Como um benefício adicional, o sal do Himalaia possui um elemento chamado de potássio, que impede a hemorragia das gengivas. E, junto com muitos outros minerais e nutrientes no sal do Himalaia, você vai encontrar cálcio: um mineral que fortalece e clareia dentes. Usando uma solução de salmoura não diluído ao escovar os dentes, não só vai fazer os dentes mais brancos e mais limpos, ele vai fazer seu hálito fresco!

7 – Frieira

Um dos distúrbios mais embaraçosos que deixa uma pessoa aflita é o  Onychomycosis (fungo do pé ou pé de atleta). Esta doença é causada por uma infecção fúngica dos dedos, as unhas dos pés e / ou pele. Os sintomas são a descoloração das unhas, as unhas se tornam mais espessas e desfiguradas, bem como podem rachar e se separaram da pele com odor. A onicomicose é marcada como a maior causa de doenças das unhas do mundo. Se não tratada adequadamente, todos as dobras em seus pés serão afetados. Usando sal do Himalaia misturado com água destilada ou purificada e utilizando vinagre como um auxiliar de imersão. Vinagre cria um ambiente inóspito para o fungo, mas o Sal do Himalaia é o que mata. Em apenas duas a três semanas, suas unhas estarão restauradas à sua aparência original e você pode voltar a viver sua vida com total confiança.

8 – Labirintite

Com base em estudos clínicos, labirintite é uma doença muito comum em que o fluido que se encontra presente no canais semicirculares do ouvido interno tende a “sacudir” e o cérebro fica confuso entre movimento real e movimento percebido. Isto é, o fluido do ouvido interno diz a seu cérebro que você deve estar se movendo para um lado enquanto seu corpo está realmente se movendo de uma maneira diferente. É um tipo particular de vertigem. Se for ruim o suficiente, a vertigem vai levar a náusea que irá levar a vômitos. Há um monte de remédios de enjoo disponíveis, mas o sal do Himalaia é considerado um dos mais eficazes, tratamento econômico e não tem efeitos colaterais. Ingestão adequada de sal do Himalaia ainda é um dos melhores remédios para combater a doença do movimento: antes de viajar, você pode beber uma solução de sal e água para ajudar com sintomas (apenas certifique-se de que a água é morna). Assim que você bebe, você vai sentir uma sensação de calma e equilíbrio.

9- Dores de Garganta

Dor de garganta é sintoma de uma infecção de vírus ou bactérias. Tipicamente, as indicações incluem a garganta inchando dolorosamente o que leva a dificuldade em comer e beber. Um dos melhores remédios para combater essa infecção é uma solução. Não podemos negar o fato de que o sal do Himalaia pode combater vírus, bactérias e fungos. E, se você utilizá-lo regularmente, você será capaz de ver as diferenças, em seu corpo, que o sal do Himalaia pode trazer. A “único” solução é uma mistura de sal e do Himalaia e água morna. Use-o quando gargarejar, para matar a infecção.

10 – Dores de cabeça

Nós todos sabemos que as dores de cabeça tem um monte de causas: variando de um sono incompleto, para uma doença ocular, as pessoas são atacadas com dores de cabeça com diferentes razões. Já existem remédios para dores de cabeça no mercado, o problema é que muitos vêm com efeitos colaterais e alguns são um pouco caros. Mas um remédio que vai realmente ajudar a aliviar sua dor de cabeça é o sal do Himalaia. Realmente não importa se a sua dor de cabeça é menor ou de natureza grave, Sal do Himalaia ainda é a resposta para as suas preocupações de dor de cabeça. Sal do Himalaia incorporado com água destilada ou purificada para formar uma solução “única” é a sua resposta para o alívio da dor. Faça uma compressa fria com uma colher de chá de Sal para uma colher de sopa de água fria e coloque-a sobre a área afetada.

11 – Doença Respiratória Crônica

Há uma série de preocupações respiratórias que podem ser fardos em nossas vidas diárias. Tais preocupações incluem sinusite, bronquite, asma e alergias. Mas esses problemas podem ser facilmente tratados com a ajuda do magnífico sal do Himalaia – solução de salmoura. Faça um vapor afim de ajudar a aliviar as passagens nasais de ar que vão para o sistema respiratório. Para isso, posicione a sua cabeça sobre uma panela a vapor e coloque um mínimo de 0.07mg de sal do Himalaia. A fim de melhor suportar o calor, você pode cobrir a cabeça com uma toalha quente e inalar o vapor de salmoura através a toalha. Depois de 30 minutos, todo o bloqueio e alérgenos serão eliminado através de espirros ou tosses, fazendo-o respirar fácil, novamente.

12 – Promover a um PH em equilíbrio saudável

PH-  “Poder de Concentração do Hidrogênio”- serve como referência de alcalinidade ou acidez das células em seu corpo. Células do nosso corpo precisam estar em uma condição ligeiramente alcalina para funcionar otimamente e foi dito que grandes quantidades de sal do Himalaia em nossa corpo ajudam a manter esta alcalinidade. Incorporando uma boa ingestão de sal do Himalaia, com a sua antologia completa de minerais, pode ajudar a trazer o pH do corpo aos seus níveis ideais e equaliza a ingestão de líquidos para dentro e ao redor das células do corpo, auxiliando na remoção dos metais pesados tais como o perigoso chumbo, mercúrio e arsênio.

30.7.16

DICAS PARA CRIANÇAS COMEREM FRUTAS E VERDURAS


thftherNessa onda atual de alimentação saudável um ponto que desespera muita gente é como fazer com que as crianças que são a todo momento bombardeadas com publicidades que enaltecem os encantamentos de comidas adocicadas, gordurosas e coloridas sejam atraídas por opções que façam bem à saúde. Realmente não é uma tarefa tão simples, mas com criatividade é possível tornar o paladar dos pequenos atrativo às frutas, verduras e vegetais de um modo natural. Para te ajudar nessa missão, separamos quatro importantes dicas para fazer da alimentação natural mais presente na vida das crianças de maneira simples e divertida. Anote!
 

Leve a criança à feira
Mostre ao seu pequeno que há um mundo de cores muito além daquela mesa de balas presente nas festas infantis. Deixe que toquem, que peguem, que peçam para você comprar isso ou aquilo. E, claro, peça ajuda, por exemplo, para escolher os tomates mais bonitos.

Abuse do colorido
Invista na mistura de vegetais de cores diversas e use, se possível, forminhas especiais para cortar legumes. Na idade pré-escolar, a criança se sente atraída por apresentações curiosas de alimentos. Decore o prato de um jeito bem divertido. Faça uma carinha no sanduíche. Use a criatividade: pedaços de tomate podem transformar almôndegas em “joaninhas”. Você também pode dar nomes divertidos aos pratos para ficar ainda mais lúdico.

Incremente frutas e legumes no lanche
Ora, muitas vezes a gente só pensa nesses vegetais para o cardápio do almoço e o do jantar momentos, por natureza, mais formais, já que a criança deve ficar sentada à mesa por mais tempo, o que nessa idade nem sempre é simples. Que tal oferecer um mini cachorro-quente que, em vez de batata palha, tenha cenoura crua ralada? Ou um hambúrguer pequeno com folhas de alface?

Dê exemplo
Essa é uma das dicas mais importantes, pois não adianta nada você tentar estimular a alimentação saudável na criança e você mesmo não praticar. Não se esqueça que elas se espelham na gente para a formação de suas próprias práticas.

23.7.16

VITAMINA D E VOCÊ, TUDO A VER



A bola da vez, em termos de vitaminas, é a vitamina D.

Descoberta no século XIX, a vitamina D recebeu este nome, simplesmente, por ter sido descoberta depois da A, da B (que depois descobriu-se ser um grande complexo de vitaminas) e da C. Por ter sido identificada através de estudos que envolviam raquitismo em crianças, ficou muito vinculada às questões relativas à saúde óssea, o que é verdade, mas não é tudo.

A vitamina D é lipossolúvel, ou seja, se solubiliza em gordura e já há 5 formas descritas, de D1 a D5. A que nos interessa mais é a D3, que é produzida em nosso organismo.

- Mas... Como assim "produzida em nosso organismo"?! Não é uma vitamina?!

Pois é. Trata-se de uma vitamina lipossolúvel, produzida no nosso organismo em um mecanismo complexo e belo que começa na pele e envolve muitos outros tipos celulares. Por causa desta produção e por ter, como matéria prima fundamental, o colesterol, muitos cientistas buscam modificar a denominação dela de "vitamina" para "hormônio". Eu, particularmente, concordo com a mudança. A via de produção da vitamina D realmente nos faz pensar assim. A grosso modo, é assim:

O colesterol é transformado em 7-dehidrocolesterol, na pele onde, sob ação dos raios UVB e do calor, é transformado em vitamina D3. Esta vitamina D3 (colecalciferol) é modificada no fígado, tornando-se 25 hidroxi vitamina D3 (calcidiol). Esta nova forma, por sua vez, se torna 1,25 dihidroxi vitamina D3 (calcitriol) nos rins. Esta é a forma verdadeiramente ativa, a que faz todas as funções benéficas para o nosso organismo. Quando decomposta, a vitamina é excretada pelo fígado na forma de ácido calcitroico. Estas transformações e ativações também ocorrem em muitas outras células do corpo, especialmente nas do sistema imunológico, reafirmando a função importante da vitamina D no fortalecimento das nossas defesas contra microrganismos nocivos.

A função fundamental da vitamina D, regulando cálcio e fósforo no nosso corpo, explica boa parte dos benefícios que ela causa por um motivo muito interessante: o cálcio é um sinalizador e ativador celular fantástico, envolvido em inúmeras relações entre cada parte do nosso organismo. Depende do cálcio a contração muscular, a neuro-transmissão, a capacidade das células formarem vesículas/vacúolos, a síntese de muitas substâncias e mais um monte de coisas importantes. De fato, a vitamina D está envolvida em muitos processos orgânicos e é por isso que ela tem ganho cada vez mais atenção de todos. Ela é fundamental, junto com a vitamina K, para uma saúde maior do endotélio vascular, que é a face interna dos vasos sanguíneos, diminuindo o risco de endurecimento dos vasos e formação de placas.

Sua deficiência franca pode causar ou propiciar, por exemplo, depressão, esquizofrenia, infecções, asma, hipertensão, coronariopatias, síndrome plurimetabólica, autoimunidades, fraqueza e dores musculares, osteoporose, osteomalacia, cânceres de mama, próstata, cólon e pâncreas.

Consideramos deficiência um valor menor do que 30ng/ml no sangue, mas acreditamos que o interessante mesmo seja manter valores maiores do que 65ng/ml, para alcançar os maiores benefícios. Os suplementos alimentares são úteis para alcançar esta meta e alimentos realmente ricos nesta vitamina são muito poucos mas, sabe qual é a melhor fonte de todas? A EXPOSIÇÃO À LUZ SOLAR.

Sem filtro solar e sem vidro, exponha-se ao sol, entre as 11h e as 13h por, pelo menos 15 minutos (se você tiver a pele bem clara) a 40 minutos (se você tiver a pele escura), pelo menos em dias alternados, para fazer com que sua produção ocorra bem.

Seja mais solar, mais saudável e mais feliz!

16.7.16

O LADO NEGRO DO LEITE


ffcsvSempre ouvimos falar sobre a importância do consumo do leite de vaca em função do fornecimento de cálcio que ele proporciona. No livro “Galactolatria: mau deleite”, a escritora vegana Sônia Felipe(formada em filosofia e pós-doutorada em Bioética) argumenta que o leite materno é o único que possui a proporção correta dos níveis de proteína, cálcio e outros elementos de saúde.  Ela afirma que o leite de vaca não é bem digerido pelo organismo humano por questões biológicas, isso faz com que as pessoas sofram uma série de disfunções digestivas e outros males que os estudiosos apontam como de origem galactogênica. As descobertas sobre os males causados pelo leite são recentes. Segundo Sônia, essa é a principal justificativa para o tema não ser tão frequente nas pautas da mídia. 
No livro, a pesquisadora também critica a qualidade do leite que é vendido no país. Para ela, os chamados longa vida são processados com intuito também de mascarar contaminações causadas por sangue e pus de animais com inflamações em mamilos e cascos.
As vacas se tornam “máquinas” de fabricar leite e são tratadas com rações e procedimentos duvidosos que aumentam a produção. A cientista orienta aos pais que utilizem alternativas como leite de arroz, nozes, semente de girassol, semente de abóbora, amêndoa, castanha do Pará e de amendoim na substituição do produto animal.
Se você quiser saber mais detalhes sobre o estudo e as orientações da pesquisadora, siga o perfil Galactolatria: mau deleite no Facebook.

9.7.16

ESTUDO EUROPEU ALERTA: CARNES PROCESSADAS MATAM!


hahahaMais uma vez estudos mostram o perigo que as carnes de origem animal representam para a saúde de quem as consome. A situação se agrava ainda mais quando observamos a trajetória de vida dos que utilizam as opções processadas. Salsicha, presunto e bacon são as mais conhecidas, mas existem muitas outras que podem favorecer o aparecimento de doenças.Para verificar de forma mais clara o real tamanho do problema, pesquisadores acompanharam pessoas de dez países europeus durante uma média de 13 anos. Todos os participantes tinham um perfil de pessoas que consumia diversos tipos de carnes processadas, sem muita moderação.
O resultado não poderia ser outro: uma em cada 17 pessoas acompanhadas no estudo morreu. Os cientistas relacionaram as mortes diretamente aos hábitos condenados dos cidadãos. Os problemas mais frequentes diagnosticados nos envolvidos foram doenças cardiovasculares, câncer e mortes precoces. Outro dado surpreendente é o de que mesmo levando em consideração alguns fatores de risco, as carnes processadas ainda assim foram consideradas perigosas.
Só para se ter uma noção do problema, Sabine Rohrmann, da Universidade de Zurique e uma das autoras do estudo, concluiu que se cada participante consumisse no máximo 20g de carnes processadas por dia, 3% das mortes precoces poderiam ser evitadas.
Por esses e outros motivos aconselha-se que a utilização da carne seja extirpada ou, ao menos, evitada ao máximo da dieta de quem pretende viver um pouquinho mais. Desfrute do melhor da vida de forma saudável ao lado de quem você ama.